quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

O PERIGO DE VOAR RESFRIADO

O PERIGO DE VOAR RESFRIADO

Você que esta aí, iniciando no Piloto Privado e se pergunta... Não pode voar resfriado??

Uma das regras básicas da aviação é não voar estando resfriado, porque isso acontece...

Porque geralmente você fica com os ouvidos tapados e o nariz também, isso dificulta a equalização da pressão do ouvido, vai causar dores, zumbidos, surdez e em casos de subidas ou descidas rápidas hemorragias e até ruptura do tímpano.

Num menor grau você pode ter uma otite média aguda(inflamação), com muita dor, febre, surdez, etc...

Se ocorrer isso, melhor que não, pois a dor é forte, mas se ocorrer, procure um médico especialista (otorrino) e veja se tem salvação.

Geralmente o tratamento é feito a base de antibióticos (não é brincadeira não!!), além de drenagem e lavagem para acabar com a infecção, claro que neste caso voce não poderá voar e nem vai conseguir!
Caso você não procure um tratamento essa infecção abre caminho pelo tímpano, rompe e inutiliza-o definitivamente... você fica surdo!

Lembre-se que ao voar você tem subidas e descidas, no inicio é aquilo que você sente que o ouvido tapa... o mesmo que sente quando desce uma serra num carro.

Essa ruptura do tímpano, fará você obrigatoriamente dar uma para a critério médico (geralmente 60 dias), e em alguns casos, uma cirurgia, em alguns casos pode levar a incapacidade definitiva para a atividade aérea.

Lembra da regra: Não voar resfriado, mesmo que você esteja voando em um avião do Aeroclube, pois isto vale também neste caso.

Se estiver resfriado, não custa 2 ou 3 dias “no chão” fazendo uma inalação ou tratamento com descongestionante, mas sempre procure um médico, desta forma você poderá fica “no chão” por pouco tempo, mas se resolver arriscar, poderá fica “no chão “ por muito tempo!

Se você voar nas primeiras horas que estiver iniciando seu curso e tiver dores de cabeça, dor abaixo dos olhos, ou mesmo se tiver sinusite, desvios de septo, melhor falar com seu médico, pois qualquer problema simples, pode se tornar um sério problema.

É bom sempre estar atento - não esquecer das “máximas da aviação”.

Dúvidas? 

Envie no Formulário de Contato.

Bons Voos...